terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Filosofias de estoque

Tudo há de estar certo, confirmado e correto. Momentos de ociosidade e tédio podem surgir, é inevitável, faz parte, mas eles só serão assim se você assim desejar. Cada coisa lá guardada tem um pouco de você, seja suas impressões digitais ou até mesmo um pingo de seu DNA. Não se preocupe com o destino de cada coisa lá guardada, apenas aceite, e se resigne que cada uma lá tem seu próprio destino. A espera pode ser grande, martirizante e empoeirada, mas estando tudo na garantia, a espera deve e tem de ser tranquila, sossegada e limpa. Não se assuste quando uma coisa voltar por causa de defeito, ela só foi maltratada, aceite-a como ela está e recupere-a, cuide bem dela, assim que possível. Novas coisas aparecerão, tu terás que arranjar espaço para elas rapidamente, por isso, sempre tenha um espaço vago ou um plano alternativo. Dimensões paralelas não valem para esses casos. Dispense logo os antigos para depositar os novos. Os novos sempre são bem-vindos. Os antigos sempre rejeitados, na maioria dos casos e acasos. Lembre-se: este espaço é protegido, então se proteja devidamente. Se estiver num espaço desprotegido, proteja-se ainda mais! Ajude sempre, recusá-la é indício de indiferença, de descaso. Cuidado pra não transformar um estoque num depósito, pois em um você recupera tudo, mas no outro nada. Não existe área isolada, sempre há frestas, buracos e claraboias. Diga não à dedetização e a detenção é certa. Cuide-se pra se manter aberto, senão ti fecharão – a interdição ou lacramento indica ruína, desconfiança perene. O responsável é sempre responsável; os anteriores não importam. Quem importa é sempre o mais distante, o seu oposto, aquele que, geralmente, lhe dá ordens. Ou, simplesmente, paga suas contas. Chegue cedo sempre, no horário, nunca chegue atrasado, pois eles, os imprevistos, são horrivelmente pontuais. Etiquete tudo, pois tudo lá é importante; as referências e o breve histórico são obrigatórios. Restrinja o acesso, não deixe qualquer um entrar. Organize não ojerize. Não pense que o segregado é uma forma descarada de preconceito, isso é só um método de proteção, as demais coisas carecem ser salvas, pois sagradas são. E por fim: algumas sentenças acima soaram fascistas, preconceituosas, politicamente incorretas, mas é só impressão, ou uma forma de interpretação, não se apegue demais à ficção. Ambiguidade é relativa.