segunda-feira, 11 de julho de 2011

Saudade

Almeida Júnior (1850 - 1899)
Saudade, 1899
Óleo sobre tela
197 x 101 cm
Pinacoteca do Estado de São Paulo


saudade é aquilo que a gente sente
quando o bem-querer está ausente

e mesmo que a gente tente deixar
pra lá, esquecer
não dá
pra desentristecer

a falta cativa o peito
sentimo-nos num leito

e mesmo que tentemos
com uma fotografia ou uma cartinha em mãos sossegar o coração
não adianta muito, não

somente quando as lágrimas despencam em gotículas quentes
é que algo distante se corporifica presente,
pois as lágrimas são isso mesmo:
o bem-querer transbordando em ti pelo cantinho dos olhos!

assim, não esconda suas lágrimas,
não tenha vergonha delas,
pois elas são o bem-querer ti acariciando delicadamente a face...

não crês?
ora, o que acontece contigo depois que choras?