sábado, 27 de outubro de 2012

Nego Santo Antônio

Ao
Jaderson, 
colega do trampo e amigo


O Nego Santo Antônio (Foto: Bruno Oliveira)



Para as desesperadas presentes que almejam se casar, tenho uma boa-nova digna de nota: o Nego Santo Antônio existe! Ele, diferente daquele pequenino de madeira entalhada, que fica geralmente afogado de cabeça para baixo, consegue matrimônio em menos de um ano; é fato. E, para que o fato de fato seja definitivamente consumado, não é necessário interpelá-lo ou castigá-lo, basta encostar nele; tocá-lo mesmo, sem receio ou afetação. Com o Nego Santo Antônio é assim: encostou, casou. Para você que não me acredita, mencionarei coisinhas sobre sua vida peregrina. Nego Santo Antônio é pai. Tem dois filhos o digníssimo. O primeiro foi um menino, rechonchudinha criatura. O segundo foi menina, espevitada que só vendo. Porém, curiosamente, essa é mais velha que aquele. E como se explica esse atentado à lógica do tempo? Bem, digo apenas que o Nego Santo Antônio é arteiro, artilheiro dos bons ele é; sempre mete um gol nos jogos carnais dos quais participa – fértil goleador esse devoto. Este Nego Santo Antônio não tem relações com peixes, mas as sereias o ouvem bem. Nego Santo Antônio é rei dos xavecos; entretêm e diverte nos botecos da cidade sem o menor alarde. Pode não ser lá tão eloquente aparentemente, mas carisma ele tem de sobra, isso lá ele tem mesmo. Este meu santo, que vos apresento, não carrega Menino Jesus junto ao peito esquerdo; não carrega livro ou cruz de baixo do braço, nem ramo de açucena como referência, mas traz consigo a humildade no coração; ele é palhaço da turma por vocação, e entrega a ti, sempre que lhe convier, uma rosa branca, umazinha apenas – pura demonstração de inocência! Cidade alguma o tem como padroeiro, mas isso é questão de tempo e dar-se-á um jeito. Pegue aqui o seu santinho do Nego Santo Antônio! E por favor, minha gente, não o jogue na rua displicente, pois santinho em grande quantidade mata; mata muita gente de vergonha e desgraça. Venham! Venham todo mundo que quer casar num minuto!! Encostem nele e, num segundo, o sonho casamenteiro é certeiro. Se no próximo Carnaval tu te divorciarás, no Natal casada já estarás. Não é enganação ou promoção de fachada, é a graça de graça do Nego Santo Antônio. Você que está aí encalhada, que é zica do pântano, coisa mui ruim, se não me engano, saia dessa neste instante. Nego Santo Antônio se garante. Vocês ouvirão por aí que ele é corno. Mas, vocês estão ligados, nem santo novo e forte tem a sorte de fugir desse quebranto. Mesmo assim, Nego Santo Antônio é um encanto, que canta as mazelas da vida numa boa – desafinado sim, canta mal pra caralho esse aí, mas ultrapassa o esperado, você sempre se surpreende com o danado, podes crer. De casório marcado ele já está, mas disso eu não vou comentar porra nenhuma, a vá!!!

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Não fala isso, não, sua descrente! MAIS AMOR, POR FAVOR!!!

      Excluir
  2. poxa, será que ele é bonzão na cama?!! hmmm, a curiosidade mata a mulherada kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz!... Acho que virei cafetão de santo. Que o Sílvio Santos das Calças Arriadas me livre!!!

      Excluir
    2. kkkk ai ai, to estudando tanto Bru, ainda bem que vc vem falar de sexo pra eu relaxar...

      Excluir
    3. Sempre as ordens, minha cara. Sempre as ordens.

      Excluir