domingo, 9 de dezembro de 2012

O bebum da cara vermelha

Sexta-feira. Fim de expediente. Horário de verão local. São seis da tarde e o sol teima em queimar a pele flácida e pálida dos assalariados que ficaram o dia inteiro enfurnados em salas refrigeradas. As ruas estão cheias de gente; cheias de gente que pinga veio pelas glândulas sudoríparas – o sol castiga essa gente vespertina. A sede é gustativa e a cerveja paliativa. Ou convite obrigatório depois de uma semana caustica no escritório. É o happy hour! Ou a hora feliz pra você aí linguista que detesta neologismos primaveris. Toda sexta é festa. O bar, ou barzinho, é parada indispensável nessa hora de recreação. A necessidade clama por satisfação. Vários colegas se veem sentados sem pratos sobre a mesa. Garrafas e copos são compartilhados, gargalhadas e olhares são transmitidos – o prazer de liberdade é visível. E quase tudo nesta vida é imprevisível. Até o bebum da cara vermelha é discutível. Você não o encontra assim toda sexta, não. Ele surge de surpresinha, uma verdadeira gracinha! E nem sempre na cara de um conhecido seu ele aparece. O bebum da cara vermelha pode ser você ou mesmo eu. Ele se manifesta assim de moderado, não aparece logo de supetão. Ele é download na face via acesso discado, é programa viral executável. Ou um aplicativo gratuito sem restrições; um ícone rubro (muito) sensível ao toque. É a carinha smile etílicada. A pessoa que a tem é a melhor pessoa do mundo! Não manifesta irritação, estresse ou dor de barriga. É uma pessoa bêbada bem-humorada, mesmo que a namorada, ou o namorado, a tenha chifrado ao quadrado no quarto conjugado. O bebum da cara vermelha não pega criancinhas que tem medo de careta, ele não é o boi da cara preta! O bebum da cara vermelha pode até pegar umas ninfetas ou uns homens novinhos, bebezinhos, mas ele sempre pega uma dose de carinho – a birita lhe satisfaz a carência por gozo. O bebum da cara vermelha acha gostoso demonstrações de fraternidade! Amizades verdadeiras ele alimenta. Todo álbum de fotos tem um bebum da cara vermelha. Ainda mais nesses dias de redes sociais. Ele é aquele cara, ou aquela mina, que exagerou demais na balada prometida. O bebum da cara vermelha é aquela pessoa fotografada com uma latinha, ou copo, ou garrafa em uma das mãos; na outra, sempre faz um gesto saliente condizente com a emoção do momento. O bebum da cara vermelha é tudo isso e muito mais! Ele é aquele que agrada bonito e satisfaz. Ele é quase um papai noel de férias no nordeste!!

Bebe, bebe, bebe, bebum da cara vermelha!
Pede mais uma breja
e não se esqueça de dar gorjeta!!