sexta-feira, 28 de junho de 2013

Meu amor é meu e de mais ninguém

Meu amor é meu e de mais ninguém
Ninguém daí sabe o quanto chorei
Pra tê-lo aqui
Bem próximo de mim

Meu amor é meu e de mais ninguém
Aquela zinha tá por fora!
Por isso, desde já a mandei embora
Rameira cá adentro não fica
Aquela pica é minha!

Meu amor é meu e me preenche por completo
Meu amor alarga minhas fendas abismais
E não esmorece enquanto soca as paredes celestiais
Fruto disso mais um feto
Rebento querido peremptório
Trouxe-me muita dor, dolorido ficou
Mas mais um amor brotou

Meu amor é meu e de mais ninguém
Alimentei o fruto
Sacrifiquei a semente
Sem esporro daqui pra frente

Meu amor é só meu e de mais ninguém!
Ele é meu precioso,
Meu tesouro;
Ele é minha pequena redenção
E quem arrancá-lo de mim
Assim de supetão
Vai falecer que nem o falecido
(meu primeiro amor exclusivo)


Meu amor é meu e de mais ninguém!!