sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O infinito além da ave

Ultimamente ando vendo demais
Coisas que não me satisfaz:
Ando vendo símbolos renascidos;
Símbolos do Infinito além do umbigo...

Parece até moda desta geração,
Ando vendo Fênix de montão.
Vejo o mítico pássaro tatuado em pele alheia,
Noto o oito deitado em pêlo crespo.

E são todas mulheres os suportes desses símbolos,
Todas mui jovens ou desejando o ser.
Não vi homens com esse querer.

Qual será o enigma por de trás da intenção?
Por que as mulheres de hoje desejam a ressurreição?
Elas já não sabem da nossa perdição??