segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Se beber, faça arte, não enfarte!!!

De sábado pra domingo,
As coisas nem sempre saem como previsto.
Às vezes um encontro é só um encontro
E um programa é só um programa.

Mas tem vezes, outras vezes,
Que a coisa cresce tanto,
Mais tanto, que o canto
Vira uivo, grito, berro seco.

Entre amigos, a coisa ferve!
Entre velhos conhecidos,
O negócio lícito se torna ilícito, promíscuo!!

Entre esses velhos, o troço não dura mais tanto
E, pra perpetuar o romantismo,
Esses velhos convidam a puta pra comer uma coxinha na padoca da esquina.