terça-feira, 25 de março de 2014

A amiga por de trás da tela



À Lu, essa doida 



Eu nunca a vi,
Não a conheço,
Mas lhe tenho profundo respeito.

Eu a admiro;
Ela me encanta,
Mesmo ela estando a uma boa distância.

Quem é ela?
Eu não sei bem.
Se é casada, se tem filhos, não sei.

Isso não me importa.
Gosto dela.
Pago mó pau.
Nosso caso não é carnal.

A gente se dá bem
Porque a gente tem aquilo que poucos,
Muito poucos vêem.

Nós nos vemos um no outro,
Nós não desejamos o corpo,
Nós apenas compreendemos o que passa
Na nossa mente desmiolada de graça.

Nós somos dois loucos que se respeitam
Na loucura doida de cada um.

Um grande beijo pra você, amiga Lu!!