quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

SEREIA TROPICAL

É verão! São férias!! Estão todos aí já e se esfregando na tua cara. E você, o que vai fazer?? Cai pra praia, ué. Fica aí não, José. Desce a serra e vira farofeiro. Todo mundo, sem exceção, que corre pra praia nesta época do ano é farofeiro. E farofeiro pode ser batuta ou filho da puta. O batuta divide o rango, já o filho da puta regula. Então, fique esperto, fique ligeiro, quem se assa na areia à lá milanesa tá melhor do que a Calabresa! Bota aí o sungão, bota aí o biquininho de bolinha amarelinha, a onda agora é curtição. NO STRESS. Finca o guarda-sol na areia, põe as cadeiras ou as esteiras em baixo, se unta de protetor solar e mira a cara ou a bunda em direção ao mar. Relaxe e goze... Descanse bem, meu bem. Curta esse prazer anal. Opa! Melhor dizendo, anual, anual!! Gente, desculpa aí a empolgação. Liga não. Enfim, neste verão 50 graus, fique esperto aí no litoral, pois tão fofocando muito sobre uma tal de Sereia Tropical. Dizem que é uma lenda litorânea atual, mas, assim como a brincadeira, que parece ser mais uma besteira, tem lá sua verdade verdadeira. A Sereia Tropical tá de onda! Tá na areia e nos luaus bem pertinho dos casais. Ela não é que nem a Iara, toda recatada e bonitinha. A Tropical é mais radical, porra-louca e suicida!!! A tipa passa o rodo geral mesmo com aquele rabão de peixe escamado. Ela devora homens bem mais do que a Cicarelli!! Ela canta e encanta os mauricinhos de plantão. Aliás, ela adora esses tipos no seu vasto cardápio, pois são esses os mais facinhos e que berram mais alto quando estão sendo esfolados e revirados vivos. A Sereia Tropical dá mole e é letal! Acredite. Vai por mim. Em toda orla deste brasilzão só vai dá ela, os pentelhos e os chupões. Dica importante: se você aí, mesmo depois d’eu ter te alertado sobre a tipa e seus riscos de flerte e, ainda assim, querer se entrosar com ela, encape bem o seu arpão, meu filho!! Falo sério. Cu de peixe não é flor que se cheire. O cuidado deve ser redobrado quando se adentra por esses mundos – mundos fantásticos de rito retais. Quem copula e se protege tem mais chance de sobreviver. Geralmente, quase todos morrem. A Sereia Tropical não quer saber de namorado, noivo e coisa e tal; ela quer um pau amigo pra se divertir e nada mais. Depois do treme-treme, ela decepa o meliante e consome a carne tenra pós-coito alucinante. A Sereia Tropical só se alimenta nesta época do ano. E vai nesse ritmo até o Carnaval!! Depois disso tudo, hiberna em pele de freira e ninguém - ninguém mesmo – dá pau na pequena. Bora então, cambada! O verão urge e pede desconto!! Bora lá!! Deixe seu encosto e vem pra costa!! É chegada a hora.