sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Uma pitada de auto-ajuda (ou O Clichê que A Gente Não Deveria se Esquecer)

Viver não é fácil, se fosse não seria vida, seria uma outra coisa maldita.

Os problemas existem para serem resolvidos. Sem problemas, a gente não teria sentido.

Às vezes parece que tudo de ruim cai sobre a gente de uma vez. Numa espécie de avalanche de ódio acumulado da gente mesmo e de outrem.

Às vezes parece que a gente não vai dar conta da coisa. Pensamos que essas coisas ruins nos sufocarão, nos derrubarão de vez e sem piedade.

Nós pensamos assim e isso é errado.

O certo é pensar que não fomos derrotados.

Se a gente aguentou até aqui, firmes e fortes, então o que vier pode vir que a gente suporta; podemos cair sim, podemos desmoronar no chão duro e frio, mas a gente se levanta, pô! A gente sempre se levanta.

Somos mais fortes do que a gente imagina.

Quer uma prova?

Ora, se você está lendo este recado, quer dizer que você está vivo, não é?

Então, você quer uma prova mais óbvia do que essa?