sexta-feira, 27 de março de 2015

O caso 41

Em noites de lua
Você é minha.
Você é minha querida putinha
E eu só te quero nua.

Durante o ato, eu te bato
E bato firme, contato.
Você geme e grita gostoso
E isso só me deixe mais e mais guloso.

Eu não te amo,
Você a mim muito menos.
Nosso lance é de segredo.

Entre a gente rola tudo, até medo.
Você, de me perguntar o ao menos
E eu, o de lhe responder sim, eu te amo.