terça-feira, 5 de maio de 2015

O FURICO DO FUXICO

Dizem por aí que dei o rabicó.
Bobagem essa sem dó.
Se desse, dizia numa boa,
Coisa limpa sem caô, canoa.

Quem dá, não recrimino.
O corpo é teu, meu menino!!
Só não curto falso testemunho,
Fofoca que pipoca entre todo mundo.

O furico é meu e de mais ninguém!!
Deixem-no em paz, faz favor.
Vão aí inventar merda noutras bandas!!

Cuidem vocês aí de suas bundas!!
E parem de comentar asneiras com bolor.
Senão, corto todos e vendo como acém.