quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A memória além da cuca

Foto: @cfischephoto


Já não era mais jovem. O corpo já não era mais o mesmo e, bem, a memória também já não era mais a mesma. Vivia se esquecendo das coisas, confundia pessoas, objetos e lugares. Até o tempo lhe confundia. Pensava ele que estava noutra época, se esquecia do presente e se mergulhava todo no passado. Porém, às vezes, raras vezes, ele nos botava medo. Tinha vezes que ele predizia o futuro. Coisa de louco isso. Não de esquecido. Aí a gente o internou num asilo. Nunca mais o vimos. Nos disseram que ele fora abduzido.