quinta-feira, 8 de outubro de 2015

ATRÁS DO ESPELHO ENCANTADO

Foto: @BrianSkerry


Quem me vê assim não percebe
O quão multifacetado eu sou.
Você, quando me olha, vê só a epiderme;
Você não me vê por inteiro; não me conhece.

Abaixo da pele, sou mais do que você reconhece.
Sou aquilo tudo que já li e absorvi;
Sou um palco de inúmeros personagens;
Sou um corpo que abriga muita gente de mentirinha.

Essa pessoa que sou não é nada demais;
Essas pessoas que sou são tudo do que sou capaz.
Dentro de mim há microrganismos em abundância;

Dentro de mim há um mundo de criança,
Onde quem reina é a imaginação,
Que não me deixa na mão quando perco a esperança.