segunda-feira, 21 de agosto de 2017

LITERAL

Quando digo que
Afoguei o ganso,
Afoguei-o mesmo,
O bicho penoso morreu.

Se eu digo que
Dei nó em pingo d’água,
Pois o dei mesmo,
Até dois, pra não soltar.

Agora, quando eu vejo/leio por aí,
Gente corrigindo
O que foi dito/escrito,

Logo sinto pena
Desse indivíduo
Carente de sulfito.

sábado, 19 de agosto de 2017

A CHANCE

Ele está lá fora. Pronto pra me pegar. É só eu pôr os pés na rua que ele vem e me pega. Não quero sair. Mas devo. Penso em sair correndo. Talvez eu tenha melhores chances, afinal, ele não é de correr. Porém, tenho medo. E o medo me paralisa. Não sei se vou conseguir correr. Mesmo aqui, escondida, sinto a paralisia, o medo me congela toda. Droga! Eu tenho que sair daqui. Não dá mais. As que ficam direto aqui, já estão desconfiando. Vou sair. Vou correr. Minha vida depende disso. Enfim saio. Olho ligeiro para todos os lados e, ainda com medo, corro. Desembesto em pêlo pela rua, mas, antes de terminar a primeira quadra, eu o vejo surgir de braços abertos e sorriso largo meio vil, pronto pra me pegar e me levar de volta pro canil.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O LATIDO

Ao me deitar, para enfim dormir, eu sempre ouvia ele, o cachorro do vizinho, latir. Não importava o horário. Mais cedo ou mais tarde, ele, o cachorro, sempre latia. O latido em si não me incomodava. Ao contrário, achava esse fato muito curioso e até mesmo brincava, comigo mesmo, que o latido do cachorro do vizinho era uma espécie de alerta, uma espécie de chamado sobrenatural para algo específico da minha vida. Então, todo dia, com a cabeça no travesseiro, eu imaginava o que poderia ser esse tal alerta. Eu me entregava à especulação imagética, todo dia, antes de dormir. Era divertido isso. Só dormia bem assim. Contudo, um dia, o cachorro não latiu, tampouco no posterior e nos demais seguintes. Fiquei muito preocupado com isso. Meu sono não foi mais o mesmo. Era aterrorizante me deitar sem o latido do cachorro do vizinho, o silêncio era sepulcral. Não me aguentando mais de angustia, fui, pessoalmente, na morada do vizinho perguntar do cachorro. Desse vizinho, eu nunca soube nada, nem nunca o tinha visto vivo. Bati três vezes na porta e ela se abriu num grito coletivo: VAMPIRO!!!

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A ÚLTIMA

À meia-luz enfim ela vem, caminhando, a passos lentos, próximo ao meu leito. Não a vejo sorrir ou chorar, a burca negra lhe cobre a face, e o corpo anoréxico de outras misérias. Tento lhe dizer alguma coisa. Talvez um último pedido ou clemência, mas a sua foice me rasga que nem corte de papel.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

TIA SULEIKA

Tia Suleika tinha fama de alcoviteira. Nos tempos da juventude, diziam que ela chegou a namorar sete mancebos ao mesmo tempo. Também se falava, à boca pequena, que a tia teve um grande amor proibido. Desse, não se fala muito. Suas amigas, que sobraram, tocam, mas enceram logo o assunto. A fama de biscate é mais divertida quando se dão as parcas visitas. Todavia, tia Suleika sempre chora quando lê ou assiste a Otelo.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

ME SINTO UM PANACA QUANDO...

Leio os comentários de uma matéria/crítica jornalística


Vejo vídeos fofinhos de pets na net


Ouço o som alto e tosco do vizinho


Respondo que “não sei”
ao ser perguntado
aonde fica tal lugar/rua
estando eu bem próximo desse/dessa


A cerveja que peço vem congelada


Sinto o cheiro de merda
Bem próximo de casa


O mesmo pedinte,
Todo dia,
Me pede um trocado


Não me dizem “obrigado”


Me perguntam se eu estou bem


Não me respondem nada
Na vez d’eu perguntar


Provam que eu sou um idiota


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

DÁ VERGONHA

Quando alguém
mais exaltado/a
começa a falar de política
do seu lado

Quando um/a amigo/a seu/ua
faz uma piada idiota
denegrindo uma etnia
ou uma classe social

Quando o/a chefe
te cobra
por algo que
nem mesmo ele/a
faz

Quando você é pego/a fazendo merda
ou tentando escondê-la

Quando alguém te faz
elogios falsos

Quando a única coisa sensata a fazer
é ficar calado/a
ouvindo um/a idiota
falando merda
o dia inteiro

Quando alguém é sincero contigo,
pois franqueza
é coisa rara
hoje em dia

Quando alguém é gentil contigo,
pois gentileza
também é coisa rara, viu

Quando admitimos que
estamos errados,
pois nós,
reles “serumaninhos”,
somos orgulhosos pra caralho

Quando esquecemos
algo importante
pra alguém
que amamos

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

DO FAZER NADA, SAI POÉTICO

quero fazer alguma coisa,
mas eu não consigo,
pois a ideia não está clara
o suficiente
acho até que não tem ideia nenhuma,
apenas uma caneta sobre
uma folha em branco suja

garranchos mal desenhados
no papel lembram
bagunça de bordel

tudo é assim tão caótico
que chega a ser hipnótico

a ideia branda não vem,
mas um poema
mesmo assim
se fez

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

SINDICATO DOS LADRÕES

Ata do dia:
Garantir a permanência inequívoca
Do atual presidente até última
Instância sem que o parecer
Pareça uma tramoia arquitetada
Única e exclusivamente para esse fim.

Resultado parcial:
Os correligionários de mãos
Devidamente lavadas
Assegurarão o cargo
Do atual acima mencionado
Por meio de emendas parlamentares
Bilionárias assinadas por ele à luz do dia.

Faltará apenas o teatro burocrático no plenário.

Aguardando parecer favorável...

terça-feira, 25 de julho de 2017

A CASA DA GENTE É DA GENTE MESMO?

Toda casa é um refúgio,
Um lugar para se estar
E que dá gosto ficar.
Porém, como isso fica
Se um bendito não
Aprecia sua estada
Na própria casa?
Quando a casa é cativeiro,
O que deve fazer o preso?
Sair, ir embora, é
A resposta mais óbvia.
Contudo, nada é tal simples,
Nem mesmo um picles!
Repito: toda casa é um refúgio.
Vai ver, quem não se sente bem por lá,
É invasor e só causa dor.

terça-feira, 18 de julho de 2017

O MAL QUE NÃO TEM IDADE

Nesta vida em que vivemos
Nem tudo é um mar de rosas.
Nesta vida em que vivemos
Há muita gente desgostosa.

Gente assim é difícil de lidar;
Tá sempre deprê, tudo tá mal,
Nem mesmo o sol lhe faz bem.
Gente assim nem carinho convém.

“Depressão é doença séria”,
Você aí me atentará
Na maior das aporrinhações.

Eu apenas lhe direi:
Nem tudo é doença,
Tem gente que curte ser chata!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

POEMA SINESTÉSICO

cheiro de café fresco pela manhã,
pãozinho quente nas mãos:
a manteiga derretendo em seu miolo,
a primeira mordida:
barulho de casca crocante
a primeira chuchada na xícara de café:
gosto macio e úmido de fervura
café preto:
o primeiro gole
sem açúcar,
amargo, forte
o segundo gole
com açúcar,
doce, alegre
o último gole,
porém
é sempre meio desagradável

começar o dia
assim
não é fantasia,
é a vida/poesia que acorda
na poesia/vida sentida

quarta-feira, 5 de julho de 2017

A PROFISSIONAL DA FAMÍLIA

Muita gente por aí
Se preocupa demais
Em ficar mais velha(o).
É como se a velhice
Fosse uma coisa
Incômoda, desagradável.
Isso pode até ser,
Para certas pessoas.
Porém, eu acho que
Ficar mais velha(o)
É uma coisa boa.
Tenho lá meus problemas,
Como todo mundo,
Mas estou viva!
E isso é fantástico.
Ser chamada de vó é maravilhoso.
Acho um barato isso.

terça-feira, 4 de julho de 2017

MENSAGENS PARA SE FIXAR EM LOCAIS COM WI-FI GRÁTIS

conecte-se a si mesmo
e descubra o monstro que há em você



bisbilhotar a vida alheia
faz de você um morto-vivo



curta, poste e se torne um bosta



histórias reais de amor verdadeiro
já terminaram com este aviso:
“vou mudar a senha do wi-fi”



nossa história não cabe num perfil



selfie não mostra caráter



nem toda live é sincera



desligue o celular e vá ler um livro



curtir a vida
e mostrar que
você a curte
não te torna
melhor que todo mundo
apenas mostra o(a) falso(a) que você é



a felicidade não se mostra só num smartphone



bitcoins não compra picolé



PS2 é coisa do demônio
só USB salva



tem rede que não te salva



compartilhar, antigamente,
era partilhar, dividir, contribuir
e não humilhar, denegrir, ofender



a morte não manda nudes



o google não sobe o moro



o GPS não indica as passagens da infância



amizades verdadeiras ainda se ouvem e não se leem

segunda-feira, 3 de julho de 2017

O VOO NOTURNO DO JABURU

há de se perguntar
de quem és
a sombra que paira
sobre o abismo

será vampiro
ou bicho-grilo?
só um espirro
nos dirá

criaturas sinistras
teimam em querer ficar

sexta-feira, 30 de junho de 2017

PALAVRAS SÁBIAS DO VELHO VITAL

Me perguntaram um dia
Se a vida tinha sentido
Oras, claro que tem, respondi
Porém, o sentido só é sentido
Quando o vivo percebe ter vivido
E isso não é só sabido
Quando a morte tá na porta
Ou a beira do leito
Não
Quem vive a cada dia,
Vive o sentido da vida —
Viver é ser e crescer

Isso que digo só não faz sentido
Àqueles que já estão mortos de espírito,
Pois a morte é o fim do que já foi;
Ela é o depois, por isso a gente a enterra
A morte se dissolve, murcha, se esfarela
Para a vida vir e florescer sobre ela

Vida é trote
Morte é atoleiro

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A LOKA

Eu vejo um cavalo branco
Relinchando no olho de um sapo plástico
Eu vejo uma raposa morta
Dependurada numa mancha da parede
Eu vejo sangue
— que não é meu —
Em minhas mãos o tempo todo
Eu vejo o desgosto
Transbordando
Diariamente
Na boca de lobo da esquina de casa
Eu vejo a desgraça
Que insiste em respirar deitada na calçada
E, mesmo eu vendo tudo isso,
Eu não dou piti
Quando vejo a tampa da privada levantada
Não
Eu vou lá e simplesmente a fecho
Calada

quarta-feira, 28 de junho de 2017

PEROBA NA CARA, TOBA LARGA

Não se sabe ao certo
No que vai dar
Esse alvoroço todo
No Supremo
Se ele sai
Se ele fica
A coisa tá feia
Até pra Maisa!
O melhor é sair
Se ficar, pior fica
Tem gente que quer que fique
Pra tal “estabilidade” manter
Mais isso aí é besteira
O vampirão não larga a mamadeira!
Se o país fosse sério,
O povo já teria botado ele pra fora
Feito morcego cego levando vassouradas
Aqui tudo é piada
Até esse governo de fachada
Somos governados por ladrões,
Estupradores e “gente de bem”
Que nos fode perobamente.

terça-feira, 27 de junho de 2017

MÁXIMAS DE SUICIDAS FRACASSADOS

Pule da ponte
E ganhe um hematoma


Nunca, jamais
Corte os próprios pulsos
Se você é e tem pet diabético


Se jogar nos trilhos
Pra pegar o celular
É mais comum do que se imagina


Andar de bike
Em SP
É pedir pra morrer
Ou pra ser roubado


Dar um tiro
Na cabeça
Só dá certo
Quando a arma
Tem o número de série riscado —
Arma legal não atira


Arma branca
Lado negro
Cabeça de pudim


Se queres morrer
Na praia
Que seja depois do feriado


Andar a pé
À noite
Não é perigoso,
Perigoso é dormir
Na rua
À noite


Se queres morrer logo,
De imediato,
Basta ligar a TV
Em um dia de domingo


Cicuta vencida
Só dá dor de barriga


Quem se mata
No horário de pico
Só atrasa a vida dos outros


Toda vida importa,
Até alguém
Com dinheiro
Aparecer e embargá-la

segunda-feira, 26 de junho de 2017

PARADA NACIONAL DOS IDIOTAS

Passa ligeiro pela avenida
Gente afoita quase sem vida
Querendo um pedaço de encanto,
Pois já não aguentam mais tanto pranto.

Correm feitos bestas
Com olhos arregalados de jumenta
Quando pare bezerro morto —
Natimorto dos zoio torto.

Escrituras de auto-ajuda
Não satisfazem mais essa gente,
Pois as mentes desligaram

Para conectarem elas em algo
Que mais tortura que ajuda.
E assim os burros seguem...

quinta-feira, 22 de junho de 2017

MÁXIMAS DE BANHEIRO PÚBLICO (DE REPÚBLICA)

Nunca se sabe ao certo
quem é confiável,
mas estável,
se encontrar,
pode confiar!


TODO MUNDO MENTE
NÃO PRECISA SER VIDENTE
PARA VER
BASTA VIVER


A estabilidade é um estado de meditação.
Quem a domina é moderado, equilibrado
ou um baita de um safado!


Quem chupa rola torta
sofre de osmose passiva.


BANHO TCHECO NÃO SALVA CASAMENTO


Tietagem é a pior coisa deste mundo,
pois, quem a recebe, geralmente não a merece e,
quem a pratica, não tem amor a própria vida.


PUTO É O CARA DITO BONITO,
POIS ELE ENTENDE DE CREMES,
MAS NÃO DE GERMES.


AQUI SE FAZ MERDA SEM TESTEMUNHAS


ATENÇÃO ÀS CORES:
MIJO TRANSPARENTE = OK
MIJO AMARELADO = + OU - OK
MIJO VERMELHO = NO OK (VC SE FUDEU)


LIMPE A BUNDA E GANHE UM BEIJO


MACHISTA É AQUELE BOFE BROCHA
QUE SENTE NOJINHO DE BUCETA

segunda-feira, 12 de junho de 2017

JUSTIÇA-POLÍTICA BRASILEIRA

neste país de cretinos,
em que vivemos,
a justiça é mista
e dá vexame
diante dos cidadãos
de baixa escolaridade política

cada Poder se move a bel prazer
e manda, a gosto, o povo se foder

em terra de artimanhas econômicas,
quem tem emprego é rei!
e quem não tem?
não importa
a política da ordem
só promove desordem institucional:

é cada um
de olho
no
próprio rabo
que dói.

terça-feira, 6 de junho de 2017

SE NADA DER CERTO

se nada der certo,
faça que nem os reaças do Sul:
menospreze o trabalho digno
da maioria das pessoas comuns

faça isso e ganhe um prêmio:
um jab direto no queixo!

perdedor é aquele que não entende,
e nem quer entender,
que tudo que dá errado
é o caminho certo pra crescer.

sábado, 3 de junho de 2017

MINHA DOUTRINA DE VIDA

viver apenas pelo prazer
é a mais tola fantasia,
pois a vida,
pra ser plena,
tem que ter dissabores
aos bocados.

afinal, quem conquista
o almejado,
valoriza a luta
de cada dia
quando se vê
com o resultado.

toda vida é imperfeita
e é aí que está a
verdadeira beleza.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

QUESTIONANDO A APATIA

o que acontece
com a gente
quando tudo se torna
irrelevante?
quando a vontade
é de nada querer
nem mesmo a rua ver?
por que isolados nos tornamos
quando apenas de prantos
nos envolvemos?
proteger o quê afinal queremos?
preservar a si não é isso,
isso é o fim do caminho.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

PAZ: CIÊNCIA DO PENSAR

Paciência é fruto da decência
Em se querer ficar numa boa
Sem invocar com coisa tola;
É saber querer a prudência

Em vez da inevitável ausência.
Quem assim age,
Nunca faz alarde.
Se estorva, faz a leniência

E assim minimiza os danos
Na cabeça cheia de planos.
Desta vida, tudo se salva,

Até obrigado de gente ingrata.
É tudo uma questão de calma,
Pois serena é a nossa alma.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Em meio aos escombros de um impeachment duvidoso, ergueu-se um presidente cheio de reformas. Ao poucos, ele foi quebrando tudo o que era assegurado pelas discussões e debates do passado — seu intuito era criar um novo mercado. Agora, após o furo do globo prateado, suas reais intenções e sua moral, enfim foram reveladas. Ele, nesse instante, foi rifado tão rápido, que até o cretino do seu lado, ficou deveras espantado. Renunciar, ele não renuncia, mas o que foi descoberto não é conto da carochinha; é coisa de polícia. O que esperar de alguém tão impopular, hein?

O RATO SOBRE A MONTANHA

Tua índole não me engana,
Sei bem quem tu és.
Se faz de santo pros fiéis,
Mas, pelas costas, pega a grana.

Seu conluio, hoje, a podridão emana
Todos veem, agora, o chorume em seus pés.
Não adianta mais negar o que há nos papéis.
Tua pessoa é, desde já, insana.

Seus rivais, seus inimigos,
Exigem um constitucional castigo,
Mesmo sabendo que isso seja difícil...

Quanto a seus amigos, esses fantoches,
Espalham, desde cedo, o deboche.
Afinal, negar a si mesmo é bem mais fácil.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

SUOR, SANGUE E LÁGRIMAS

Nada há fazer
Em pleno alvorecer.
Tudo já foi feito,
O que resta é lamento.

Lamúrias ao vento,
Pois não há mais julgamento.
Todos choram ao entardecer,
Pois não há o que comer.

Barriga inchada de verme,
Vazia de comida;
A noite é sem alegria.

Madrugada fria,
Vida sem saída,
Suor, sangue e lágrimas sobre e epiderme.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

EMPREITEIRA MAMADEIRA

Mamam com gosto
Nas tetas plásticas da empresa,
Gente vil, de baixa natureza;
Enchem mais o bucho inchado
De leite quente adulterado,
Lambendo os beiços
Feito porra de puto bem dotado.
Se isso, desde já, já
Não lhes causa asco,
Imagine o que eles fazem
Quando estão fora do trabalho!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

MANIQUEÍSMO LAMBE-LAMBE

NESTA LUTA DE CLASSES,
A LUTA É ARMADA
PRA TRITURAR O ADVERSÁRIO
POR TODOS OS LADOS DEMOCRÁTICOS.
SEJA EM FRENTE ÀS CÂMERAS
OU DEBAIXO DO PANO,
O OBJETIVO É O MESMO:
OBLITERAR A CARREIRA DOS SUSPEITOS.
PARA ASSIM, SE OS MESMOS QUISEREM
SE CANDIDATAR A ALGO NO FUTURO,
SEREM IMPEDIDOS CONFORME A LEI DOS AJUIZADOS.
PARECE COISA DE ALOPRADOS,
SÓ QUE NÃO!
NA GUERRA PELO PODER,
TODOS OS ATORES TÊM PAPEL PRINCIPAL
NO CENÁRIO MONTADO (E PAGO)
POR ALGUMA ESTATAL.
O BEM E O MAL
NÃO SE MOSTRAM COM CLAREZA
QUANDO O INTUITO É
APENAS DESCONSTRUIR A IMAGEM PERFEITA.
REFLETIR, HOJE EM DIA,
VIROU ATIVIDADE FÍSICA:
UNS A PRATICAM COM REGULARIDADE,
OUTROS, PORÉM, SÓ DE VEZ EM QUANDO.
A POLARIDADE É O SEDENTARISMO
DESTA NOSSA SOCIEDADE.