terça-feira, 24 de janeiro de 2017

FOLHAS SOLTAS AO VENTO

Repare bem nas folhas soltas,
Que voam com o vento.
Independentemente de seus conteúdos,
Elas voam alçando alturas

Nunca sequer imaginadas,
Até se perderem de vista;
Até se esquecerem do que havia nelas.
Seja receita de bolo ou

Contrato vitalício de fachada,
Elas voam e somem
De quem os rabiscou

E para quem eram destinadas.
Repare bem nas folhas soltas,
Pois elas se vão e não voltam mais.