quinta-feira, 27 de abril de 2017

IGNORÂNCIA

vejo-a crescer
e se desenvolver
nas línguas pequenas
de grandes hienas
vejo-a se adaptar
pra cada platéia em particular
pois o intuito é desde já causar
a ruína moral de cada lar
hoje, todos têm opinião
porém, poucos ouvem com atenção
ofender virou rotina
até criança vejo por aí sendo cretina
pavio curto todo mundo agora têm
conversar de boa não há ninguém
este mundo tá confuso
difícil de entender até o obtuso
neste país de gente esperta
vagabundo é o poeta