quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Vagalume solitário

Não sou bem quisto pelos meus pares,
Não me banco de palhaço,
Nem faço tudo que me mandam
Apenas pra agradar, sem pestanejar.

Sou só eu mesmo,
Esse ser tranquilo e indecente,
Que prefere complicar a informar,
Pois questionar é o que há.

Me chamam de chato e folgado,
E confesso que fico pouco puto com isso,
Mas só de vez em quando.

E não passa disso,
Não fico chorando
Aí pelos cantos; fico iluminado.