quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Cachorro louco ao ver capuz

Eu quero te comer,
Mas eu não posso.
Estou que é só remorso;
Estou feio de doer.

A fome por ti aumenta
Toda vez que te vejo na janela.
E mesmo eu dando trela,
Você não se apresenta.

Por isso, hoje, resolvi virar o jogo.
Cansei de bancar o ditoso.
Hoje, eu te como gostoso!

Deixarei livre meu alter-ego;
Sairei da toca. Você estará sozinha,
Te comerei na casa da vovozinha!