segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

MENSTRUANDO NA CHUVA

Caía um temporal
Lá fora;
Caía um escorrimento
Aqui dentro.

O mundo parecia um dilúvio
E ela era o diabo na terra!
Raios e trovões na atmosfera
E ela grunhindo e emitindo silvos...

Olhos vermelhos se acenderam
Quando ela se apercebeu suja —
Sangue escorrendo sob a chuva.

Aí então, não se ouviu mais nada
Além da gargalhada debochada
De toda a criançada.