terça-feira, 21 de junho de 2016

ENTRE O MEIO

cedo ou tarde
quem vive
arde
quem morre
alarde

cedo demais
faz graça
satisfaz

tarde demais
faz pirraça
desaponta

e o tempo vai passando
e nós aqui enrolando
até fechar de vez a conta