quarta-feira, 18 de outubro de 2017

CRESCER E SER ADULTO NÃO SÃO A PIOR COISA DO MUNDO

Por mais estranho que possa parecer,
É inevitável, temos que crescer.
Adulto nos tornamos (quando)
A gente menos espera, somos.

Até o nosso papo muda.
Da diversão às contas preocupa.
Rolês não mais, só deprê.
A vida parece um degradê.

Perde-se muita coisa,
É verdade.
Porém, também se ganha
A realidade.

Ser adulto é ser mais triste sim,
Mas não é só isso, não.
É tudo no ser em ebulição;
É uma bela história em formação.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

O SINO QUEBRADO DO DESTINO

o sino toca
e todos param
ficam imóveis
esperando o
sino tocar
de novo
o sino para
e todos se movem
vão andando até
o sino tocar
de novo e
de novo e
de novo e
o sino não toca
e todos morrem —
esperaram demais
o sino quebrado do destino

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ARTE PARA LEIGOS

imagine a cena:
uma criatura alva
isolada, cercada
por portas de madeira
que flutuam
a sua volta
observando
a criatura alva
sendo soterrada
por guarda-chuvas negros
amontoados sobre ela
a criatura alva
tentando evadir
seu braço direito a subir
com a palma aberta
cinco dedos expandidos
tentando sair, se libertar
tua boca aberta
tentando gritar
sem sucesso
muda
seus olhos vagueiam
entre as portas de madeira
suspensas
ao seu redor
entre elas há
brechas e
nessas brechas há
o grande segredo do mundo
que
seres sinistros
guardam
com unhas e dentes bem afiados
na esperança pagã aguardam
até o famigerado dia
em que
a criatura alva
enfim se liberte
dos guarda-chuvas negros
e adentre uma das
portas de madeira
suspensas
ao seu redor e
enfim brigue
com eles pelo
grande segredo do mundo
imaginou a cena?
pois então pegue o seu guarda-chuva
e encare a verdade:
são poucos
muito poucos
os que
tentam entender
a arte

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

O AMOR NÃO TEM GÊNERO

tem homem que é homem e gosta de mulher
tem mulher que é mulher e gosta de homem
tem homem que é mulher e gosta de homem
tem mulher que é homem e gosta de mulher
tem homem que é homem e gosta de homem
tem mulher que é mulher e gosta de mulher
tem homem que é mulher e gosta de mulher
tem mulher que é homem e gosta de homem
tem de tudo neste mundo
tem amor também
— e como tem!
o amor NÃO tem gênero

terça-feira, 10 de outubro de 2017

O MONÓLOGO DA MÃE NATUREZA

Eu a vejo séria
Diante da platéia.
Ela está muda,
Parece até surda.

Ela não se mexe.
Espero que não se queixe
Do horror que é
Ver gente que diz ter fé,

Mas da alma não faz luz,
Só ódio e dor reproduz.
Ela vê lá tudo isso

Imóvel do palco fixo.
Fica lá só observando
Suas próprias crias se multiplicando.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

A PERUA DO 4G

Exibi-se que nem puta
Em Amsterdã.
Faz academia, faz dieta
E posta tudo no Instagram.

Diz que é liberal, de direita;
Faz da rede seu divã.
Dá patada, dá coice de jumenta
E se diz viver num afã.

Tremenda idiota é!
Trai o marido com o Zé
E explora a empregada.

Não cuida da própria mãe,
Trata os filhos pior que os cães
E ainda se afirma empoderada — SAFADA!

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

A ISCA

Feixe de luz ilumina o caminho
A criança de gatinhas caminha,
Segue até o fim do feixe
Para lá enfim encontrar um peixe.

Que é de borracha, claro
É um bicho emborrachado
A criança não se espanta,
Pega-o grosseiramente e o levanta.

Sentada sobre a fralda,
A criança brinca, se balança,
Não sente a linha que se estica...

Um puxão só e a criança some
De cena, da vista, da vida
Feixe de luz se apaga, lentamente.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

O EJACULADOR

Pode ser qualquer um
Teu pai, teu irmão, teu filho
Todos têm a munição
E uma mão para tal fim
Não é direita, nem esquerda
É uma tremenda falta de decência
E respeito pelo gênero alheio;
É ausência de caráter,
É doença degenerativa mental
Um cara, um moleque — sexo-viral —
Pegar no pau
E ejacular
Em público
No corpo ao lado privativo
Achou isso “engraçado”?
“Normal”?!
Ou apenas um “desvio leve de conduta”?
Então, trate de capar a mula,
Pois quem faz isso,
Não pode ser considerado civilizado
É bicho do mato;
É coisa do dêmo
Do tempo da pedra
Antes dos santos
Ou de qualquer deus aí em voga
Ejacular em praça pública
Nem os cães mais fazem
A Natureza dá o seu alarde
E o Homem se torna encarte.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

POR QUÊ?

É a pergunta que
Ninguém hoje se faz
Tá na merda
Tá doente
Mas não entende
Não se questiona
Fica à toa sobre as ondas
Surfa no embalo dos outros
É trouxa
Em vez de pensar, raciocinar
Prefere logo julgar e condenar
Insiste na burrice tola de cada dia
Não faz nada
Só assiste
Nem sequer faz
O que, para uma criança, é intrínseco:
— Por quê?

terça-feira, 3 de outubro de 2017

O PRIVILÉGIO DA UTOPIA

países se unem
povos se separam
o Homem faz aquilo que lhe convém
porém, o Homem de verdade,
faz aquilo que tem de fazer,
não fica de nhém-nhém-nhém
assim, então,
os
povos se unem
e os
países se separam
o Mundo só fica melhor
quando é compartilhado