terça-feira, 18 de julho de 2017

O MAL QUE NÃO TEM IDADE

Nesta vida em que vivemos
Nem tudo é um mar de rosas.
Nesta vida em que vivemos
Há muita gente desgostosa.

Gente assim é difícil de lidar;
Tá sempre deprê, tudo tá mal,
Nem mesmo o sol lhe faz bem.
Gente assim nem carinho convém.

“Depressão é doença séria”,
Você aí me atentará
Na maior das aporrinhações.

Eu apenas lhe direi:
Nem tudo é doença,
Tem gente que curte ser chata!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

POEMA SINESTÉSICO

cheiro de café fresco pela manhã,
pãozinho quente nas mãos:
a manteiga derretendo em seu miolo,
a primeira mordida:
barulho de casca crocante
a primeira chuchada na xícara de café:
gosto macio e úmido de fervura
café preto:
o primeiro gole
sem açúcar,
amargo, forte
o segundo gole
com açúcar,
doce, alegre
o último gole,
porém
é sempre meio desagradável

começar o dia
assim
não é fantasia,
é a vida/poesia que acorda

na poesia/vida sentida

quarta-feira, 5 de julho de 2017

A PROFISSIONAL DA FAMÍLIA

Muita gente por aí
Se preocupa demais
Em ficar mais velha(o).
É como se a velhice
Fosse uma coisa
Incômoda, desagradável.
Isso pode até ser,
Para certas pessoas.
Porém, eu acho que
Ficar mais velha(o)
É uma coisa boa.
Tenho lá meus problemas,
Como todo mundo,
Mas estou viva!
E isso é fantástico.
Ser chamada de vó é maravilhoso.
Acho um barato isso.

terça-feira, 4 de julho de 2017

MENSAGENS PARA SE FIXAR EM LOCAIS COM WI-FI GRÁTIS

conecte-se a si mesmo
e descubra o monstro que há em você



bisbilhotar a vida alheia
faz de você um morto-vivo



curta, poste e se torne em bosta



histórias reais de amor verdadeiro
já terminaram com este aviso:
“vou mudar a senha do wi-fi”



nossa história não cabe num perfil



selfie não mostra caráter



nem toda live é sincera



desligue o celular e vá ler um livro



curtir a vida
e mostrar que
você a curte
não te torna
melhor que todo mundo
apenas mostra o(a) falso(a) que você é



a felicidade não se mostra só num smartphone



bitcoins não compra picolé



PS2 é coisa do demônio
só USB salva



tem rede que não te salva



compartilhar, antigamente,
era partilhar, dividir, contribuir
e não humilhar, denegrir, ofender



a morte não manda nudes



o google não sobe o moro



o GPS não indica as passagens da infância



amizades verdadeiras ainda se ouvem e não se leem

segunda-feira, 3 de julho de 2017

O VOO NOTURNO DO JABURU

há de se perguntar
de quem és
a sombra que paira
sobre o abismo

será vampiro
ou bicho-grilo?
só um espirro
nos dirá

criaturas sinistras
teimam em querer ficar

sexta-feira, 30 de junho de 2017

PALAVRAS SÁBIAS DO VELHO VITAL

Me perguntaram um dia
Se a vida tinha sentido
Oras, claro que tem, respondi
Porém, o sentido só é sentido
Quando o vivo percebe ter vivido
E isso não é só sabido
Quando a morte tá na porta
Ou a beira do leito
Não
Quem vive a cada dia,
Vive o sentido da vida —
Viver é ser e crescer

Isso que digo só não faz sentido
Àqueles que já estão mortos de espírito,
Pois a morte é o fim do que já foi;
Ela é o depois, por isso a gente a enterra
A morte se dissolve, murcha, se esfarela
Para a vida vir e florescer sobre ela

Vida é trote
Morte é atoleiro

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A LOKA

Eu vejo um cavalo branco
Relinchando no olho de um sapo plástico
Eu vejo uma raposa morta
Dependurada numa mancha da parede
Eu vejo sangue
— que não é meu —
Em minhas mãos o tempo todo
Eu vejo o desgosto
Transbordando
Diariamente
Na boca de lobo da esquina de casa
Eu vejo a desgraça
Que insiste em respirar deitada na calçada
E, mesmo eu vendo tudo isso,
Eu não dou piti
Quando vejo a tampa da privada levantada
Não
Eu vou lá e simplesmente a fecho
Calada

quarta-feira, 28 de junho de 2017

PEROBA NA CARA, TOBA LARGA

Não se sabe ao certo
No que vai dar
Esse alvoroço todo
No Supremo
Se ele sai
Se ele fica
A coisa tá feia
Até pra Maisa!
O melhor é sair
Se ficar, pior fica
Tem gente que quer que fique
Pra tal “estabilidade” manter
Mais isso aí é besteira
O vampirão não larga a mamadeira!
Se o país fosse sério,
O povo já teria botado ele pra fora
Feito morcego cego levando vassouradas
Aqui tudo é piada
Até esse governo de fachada
Somos governados por ladrões,
Estupradores e “gente de bem”
Que nos fode perobamente.

terça-feira, 27 de junho de 2017

MÁXIMAS DE SUICIDAS FRACASSADOS

Pule da ponte
E ganhe um hematoma


Nunca, jamais
Corte os próprios pulsos
Se você é e tem pet diabético


Se jogar nos trilhos
Pra pegar o celular
É mais comum do que se imagina


Andar de bike
Em SP
É pedir pra morrer
Ou pra ser roubado


Dar um tiro
Na cabeça
Só dá certo
Quando a arma
Tem o número de série riscado —
Arma legal não atira


Arma branca
Lado negro
Cabeça de pudim


Se queres morrer
Na praia
Que seja depois do feriado


Andar a pé
À noite
Não é perigoso,
Perigoso é dormir
Na rua
À noite


Se queres morrer logo,
De imediato,
Basta ligar a TV
Em um dia de domingo


Cicuta vencida
Só dá dor de barriga


Quem se mata
No horário de pico
Só atrasa a vida dos outros


Toda vida importa,
Até alguém
Com dinheiro
Aparecer e embargá-la

segunda-feira, 26 de junho de 2017

PARADA NACIONAL DOS IDIOTAS

Passa ligeiro pela avenida
Gente afoita quase sem vida
Querendo um pedaço de encanto,
Pois já não aguentam mais tanto pranto.

Correm feitos bestas
Com olhos arregalados de jumenta
Quando pare bezerro morto —
Natimorto dos zoio torto.

Escrituras de auto-ajuda
Não satisfazem mais essa gente,
Pois as mentes desligaram

Para conectarem elas em algo
Que mais tortura que ajuda.
E assim os burros seguem...