sexta-feira, 8 de julho de 2011

TODO ANO

Todo ano Ele vem a você, às vezes você não O vê, às vezes O deseja aí bem junto de ti. Ele vem sempre no mesmo horário – meia-noite -, independentemente do que tá impresso na certidão. É que nem virada de ano velho pra ano novo, só que ao contrário, de novo passa a mais velho. Ele sempre dá as caras e um forte abraço e, claro, um beijo demorado. Ele está sempre presente no dia do presente. Ele está chegando, a cada segundo Ele está mais e mais próximo. Não se acanhe, nem se desespere, Ele virá! Acredite, mesmo sem crédito. Falta pouco. E daí que muito pra você é tão pouco e pouco é um pouco demais pra você?? Ele é fartura e miséria em todo mundo, mesmo que todo mundo não note. Contudo, comemore, Ele é sinônimo de vida, e é justamente por isso que, quando Ele vem, há festa, celebração. Curta esta vida curta – Ele taí! Ora, quem é Ele? Bem, quem que aparece todo ano, hein?