segunda-feira, 4 de junho de 2012

Juno

Ela veio a mim
grafitada em pelo
e sem cabelo

pediu um misto-quente
e um cappuccino pequeno

olhou pouco para os lados
enquanto aguardava
preferiu se curvar sobre seu celular
parecia não sonhar
queria apenas ali se alimentar
ou se enganar
usava um shortinho preto
e uma regatinha branca que deixava ver mamilos

cílios postiços
boca trêmula
e olhar vazio...

olhei-a de soslaio
não sou gaiato
ou um puta d’um tarado
apenas apreciei a pequena do meu lado

carequinha
sem calcinha
e aviamentos

apenas uma transeunte
ou mais uma amante
de quem nem sei o nome.